O que é “casamento celta”?

Acima de tudo, o que é um casamento?

É uma vida a dois, compartilhando alegrias e tristezas, vitórias e fracassos. É enfrentar e vencer obstáculos exteriores e interiores...

 

"Casamento é aquilo que começa quando a festa acaba."  (Bandrui)

 

E quem eram os celtas? Como esses povos, que viviam em permanente risco de guerras com outros povos, conseguiam lidar melhor com seus conflitos pessoais interiores e conjugais?

 

 

 

 

 

 

Uma olhada nas Leis Brehon da antiga Irlanda nos dá uma idéia do quanto os celtas pareciam estar à frente de nosso tempo no que diz respeito a casamento e separação. Suas leis contemplavam um número razoável de diferentes tipos de união, bem como caminhos práticos para dissolução do pacto, com igualdade e justiça para homem e mulher na recuperação de seu estado civil anterior e partilha de bens.

 

Então se a separação era algo simples e comum, por que muitos casais permaneciam juntos até o fim de suas vidas? Como os celtas mantinham relacionamentos duradouros?

Haveria uma fórmula mágica para o Amor? Que tipo de valores inspiravam os celtas a fazer de seus  relacionamentos os núcleos familiares que eram a base de toda a sociedade celta?

 

O livro Casamento Celta - a Magia Por Trás da Aliança vai em busca dessas respostas na mitologia  - a fonte formadora de mentes e corações em qualquer cultura. É nas histórias da mitologia celta (e em seus ecos posteriores, as lendas arturianas medievais) que  encontramos os exemplos que podem ter inspirado casais na Antiguidade céltica a permanecerem juntos e crescerem em sua vida conjugal.

Talvez possamos beber dessa fonte também, e aprender a arte da construção de um relacionamento feliz.